Babalé

          A música contemporânea de Babalé mistura elementos da música tradicional da sua região de origem com o rock, jazz, reggae e outras experimentações. As letras frequentemente apresentam um universo profundo e enigmático, por vezes difíceis de se revelar logo na primeira audição.

         Cantora e compositora natural de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, Babalé vive em Feira de Santana desde 2015. Iniciou seu trabalho musical ainda criança, quando gravou uma faixa para o álbum Pra Chorar de Rir, de Chico Leite, seu pai. Ao longo da sua infância e adolescência fez participações pontuais em trabalhos de amigos artistas e participou de festivais de música pelo interior da Bahia. Mas é após o seu ingresso no curso de Música Popular da UFBA (2014) que Babalé assume oficialmente sua atividade artística. Em 2015, entrou no estúdio para gravar pela primeira vez suas músicas autorais, o que resulta na demotape         "Euphonia", disponível no seu canal do Youtube.

        Em maio de 2020, lançou seu primeiro EP com composições de sua própria autoria. Chama-se "Fresta" e contém 4 canções. Em dezembro, lançou o seu single "Agora eu era", música apresentada no MUSA, e em fevereiro de 2021 lançou "Bom pra nós dois" nas plataformas virtuais de música. “Arestas” é outra canção que a compositora apresenta no Festival.

        Acesse o Instagram de Babalé clicando aqui.