Ana Reis em "Selváticas"

A série “Selváticas” de Ana Reis é um recorte de uma produção fotográfica que a artista chamou de “Em si faz morada”, realizada no final de 2018. Ela e mais quatro artistas visuais (Ananda Nunes, Joy Freitas e Maíra Morena) se fotografaram pensando seus corpos enquanto morada. O cenário escolhido foi uma casa antiga de fazenda, do século XVIII, que fica no distrito de Maria Quitéria, em Feira de Santana (BA). Espaço que foi ressignificado com aqueles corpos tão cheios de marcas e histórias profundas tal qual essa casa.

“Selváticas” traz uma simbiose entre o corpo da mulher e a natureza, essa relação inseparável. Destaca a natureza instintiva da qual nenhuma mulher, por mais que desejasse, conseguiria se separar.

 

Ana Reis

anareis.46graus.com@ana_reis_fotografia | 75992124675 

Nasceu no sertão baiano, é graduada e mestra em História pela Universidade Estadual de Feura de Santana (UEFS) e técnica em Fotografia pelo Senac. Atua como oficineira de Fotografia do Centro Universitário de Cultura e Arte (CUCA) desde 2018, como professora da rede municipal de ensino de Feira Santana e também na militância feminista pelo Coletivo de Empoderamento de Mulheres FSA @colemfsa.

 

Através do seu trabalho na fotografia, busca compor uma poética visual tecida por narrativas de si, que são atravessadas por questões como identidade, território, corpo, casa, memórias, o refazer de si e as conexões entre sensações e vivências compartilhadas por tantas  mulheres, sensações que são significadas e ressignificadas em suas construções imagéticas. Parte expressiva de sua obra é realizada por meio de autorretratos, ressaltando a potência que é utilizar o seu próprio corpo como forma de expressão. 

 

Já expôs suas obras no Panorama de Fotografia do Museu de Arte Contemporânea de Feira de Santana (2014, 2015). Em 2017, participou da exposição “A Mulher é Uma Construção” organizada pelo COLEM FSA e da Conferência Feirense de Mulheres com a obra “Quando não se toca a liquidez da água, mas sua resistência”, juntamente com a poeta Mariana Paim (CUCA). Em 2018, participou da exposição “Eu Me Levanto”, organizada pelo COLEM FSA e da Exposição Internacional Babel. Em 2019, participou da exposição “Bar Doces Bárbaros”, da I Exposição de Artes Visuais da Tetê e da Exposição MinaTudo em Salvador. 

 

Em 2015 criou a oficina de curta duração Fotografia e Empoderamento de Mulheres que já foi ministrada em algumas eventos e escolas de Feira de Santana e região.